Archive | Fevereiro 2011

Falsa Tradição

Ou as coisas que me fazem dar uma boa gargalhada:





No site da Al Jazeera, entre fotos e noticias de uma revolução no mundo árabe, pode ser encontrada esta imagem. Para alguém mais distraído ela pode fazer todo o sentido e transmite imediatamente uma ideia de tradição, antiguidade e, logo, credibilidade. Mas, para alguém mais atento a primeira impressão que a imagem cria é a de estranheza.





O que faz uma televisão árabe num anuncio americano ? O que leva uma criança americana gostar de um canal de televisão de noticias árabes ? E, mais ainda, “não tenho ideia de ouvir falar da Al Jazeera assim há tantos anos”.

Se as respostas às primeiras perguntas são complicadas, a resposta à última não o é – basta usar o Google e pesquisar historia da Al Jazeera. Fazendo-o, é isto que se encontra:

“Al Jazeera, the 24-hour, Arabic-language satellite television news network viewable throughout the Middle East and most of the world, went on the air on Nov. 1, 1996. Al Jazeera’s English-language network went on the air in November 2006. The network is based in Doha, Qatar, the small Arab, peninsular nation jutting into the Persian Gulf from Saudi Arabia’s eastern midsection. “Al Jazeera” is Arabic for “the peninsula.” The network is heavily funded by Qatar’s royal family. Boycotts and pressure from other Arab regimes, most notably Saudi Arabia, keeps advertisers away and prevents the station from becoming self-sufficient.”

Há duas coisas muito interessantes nisto:

1ª – A manipulação de símbolos do ocidente para credibilizar uma marca árabe.

2ª – A facilidade que representa a invenção de uma tradição.





“Fight them with their own arms”

Nota: Finalmente algo me fez voltar aqui :) para aqueles que aqui vêm regularmente as minhas desculpas e obrigada.