“Custou mas foi”

Este post é devido desde há uns dias. Tudo começou mais uma vez no twitter onde eu acompanhava uma conversa sobre as novas plataformas de distribuição de conteúdos (neste caso noticias) e o futuro das plataformas convencionais (neste caso o papel).

Penso que discordei 3 vezes. Numa primeira discordei que existisse uma revolução nos media mas acabei por convergir – todas as revoluções foram o culminar de processos lentos e silenciosos. Assunto arrumado.

ICtwitter copy

Numa segunda discordei que se venha a assistir a uma redução do investimento em publicidade. Existirão quebras porque o investimento é função do PIB mas o valor percentual manter-se-á).

Defendi que as marcas continuarão a estar dispostas a investir o que sempre investiram em publicidade mas só investirão em quem acertar no alvo.

Foi aqui que recebi uma resposta que me fez estar tantos dias a ponderar.

A resposta que está aqui encerra nela uma série de questões que a meu ver devem ser problematizadas, pensadas e desconstruídas.

PQ twitter

O primeiro problema prende-se com o facto de o autor do post ser reconhecido como “uma autoridade” no que toca a novas tecnologias e novas lógicas de mercado.

O segundo problema prende-se com o facto do autor estar a citar o CEO do Google. Um gigante do sector que se debate actualmente com problemas judiciais à escala planetária relativos a questões de propriedade intelectual e agregação de noticias no GoogleNews.

As minha perguntas são :  O Google (esse concentrado gigante) anuncia? E isso significa que não investe em publicidade?

Não me parece. Parece-me que esse gigante utiliza a doutrina como forma de publicidade e as conferências enquanto plataforma de distribuição. Os custos devem mesmo ser altíssimos. Viagens constantes do CEO, assessores e restante comitiva.

Mas aquilo que ele diz justifica cada cêntimo que recebe a cada mês porque ninguém duvida ou questiona. Porque ele diz aquilo que tem de dizer para defeder o negócio que lhe pagam para defender.

Que poderia o CEO da Google dizer quando está a negociar com o mundo o Google News? Que poderia ele dizer quando a viabilidade do Google News dependerá possivelmente do pagamento de fees?  Poderia dizer por esse mundo fora que se espera o melhor para o mercado publicitário no segmento Internet? Qual o valor de um fee em substituição de um mau negocio de publicidade? E qual o valor do mesmo em troca de um negocio de crescimento estavel e a bom ritmo?

Fica guardado para um próximo post a continuação deste mesmo tema.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: